terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Praia do Mucuripe


Chegada das jangadas na Praia do Mucuripe em Fortaleza (CE), 1952. 

(Reprodução/Stivan Faludi/Lindalvo Bezerra dos Santos/IBGE)

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Praia de Iracema


Quebra-mar na Praia de Iracema em Fortaleza (CE), 1952 

(Reprodução/Stivan Faludi/Lindalvo Bezerra dos Santos/IBGE)

domingo, 29 de janeiro de 2017

Praia do Náutico


Praia do Clube Náutico em Fortaleza (CE), 1952. 

(Reprodução/Stivan Faludi/Lindalvo Bezerra dos Santos/IBGE)

sábado, 28 de janeiro de 2017

Mestre Jerônimo


O jangadeiro Jerônimo e família, em sua casa na Praia do Meireles em Fortaleza (CE), 1952. 

(Reprodução/Stivan Faludi/Lindalvo Bezerra dos Santos/IBGE)

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Museu de Fotografia de Fortaleza


Reunindo mais de 2 mil fotos históricas, assinadas por reconhecidos fotógrafos brasileiros e estrangeiros, o Museu de Fotografia de Fortaleza irá inserir a nossa cidade no circuito artístico internacional. 

A importância desse equipamento privado ultrapassa a prática expositiva contemplativa, pois cumprirá a missão de ser um equipamento de promoção de educação e cultura. 

Gentileza cidadã de Silvio Frota. 

(Foto: Acervo Museu de Fotografia de Fortaleza)

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Desapega!


Na página do Facebook de Milton Lopes, amigo do meu amigo Giovani Olímpio de Oliveira: “OLX Desapega! Tô vendendo essa peça multiuso – abre garrafa, rapa coco e rapadura, tamanho único, serve para qualquer um. Usei poucas vezes. Novinha. Peço a ajuda dos amigos. Valor no privado.” 

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Carmen Herrera


Nascida em Havana em maio de 1915 e vivendo em Nova Iorque desde meados da década de 50, Carmen Herrera é uma pintora abstrata e minimalista. 

Reconhecida internacionalmente tarde na vida, Herrera teve sua primeira retrospectiva em setembro de 2016, no Whitney Museum of American Art. 

(Foto: Google)

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Laprovitera em Loughborough


O amigo Ricardo Bezerra lembra que meu livro "Valder Césio - histórias de um boêmio" está na Loughborough Library, na Inglaterra.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Livro de arte

Pense num presente que eu dei o maior valor de ganhar! 


Valeu, amigo Davi Macedo, seu livro é único e muito bom demais!

domingo, 22 de janeiro de 2017

Zequinha e Zanzão

Zanzão e Zequinha, hoje.

No dia que eu for escrever um livro só com as histórias das tertúlias – do final dos anos 60 até os meados dos 70 – uma dupla que vai merecer um capítulo especial era a formada pelo Zequinha e Zanzão. 

Nas tertúlias, quando os dois chegavam, as meninas suspiravam e se derramavam com as oiças aos arrebatadores papos de humilhar qualquer Don Juan ou Casanova de plantão. 

De tão afinados que eram, pareciam até irmãos. Cabelos volumosos e encaracolados, camisetas grudadas ao corpo e com mangas à moda “tomar injeção”, calça “boca-de-sino”, bem justa e com um cinto de graúda fivela espelhando no cós. Sapatos “Cavalo de Aço” – salto duplo – calçados sobre meias de nylon que tinham o papel de esconder a guarda da carteira de Hollywood. 

Agora, os dois só entravam no grupo de dança solta de agá, pois a especialidade deles era a de dançar colado, pinando e tirando o maior sarro! Menina besta que viesse com história de “botar macaco”, aí, era pei-bufe, eles a dispensavam na mesma hora! 

Ô dupla periculosa! 

(Foto: Arquivo JC Mororó)

Várias facetas

Diário do Nordeste, Caderno Gente, coluna Márcia Travessoni, 21/01/2017.

Equilibrista

video

(Vídeo: Acervo WA)

sábado, 21 de janeiro de 2017

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Laprovitera in Loughborough


O amigo Ricardo Bezerra lembra que meu livro "Valder Césio - histórias de um boêmio" está na Loughborough Library, na Inglaterra.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Velas do Mucuripe

Totonho Laprovitera - Vela da São Pedro em 1942 - 2017 - Infogravura - 40 x 40 cm.

No tempo em que Orson Welles esteve em Fortaleza.

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Ouvindo o silêncio

Totonho Laprovitera - Relevo feminino - 2016 - Infogravura - 29,7 x 42 cm.

OUVINDO O SILÊNCIO
(Totonho Laprovitera)

Eu hoje acordei 
ouvindo o silêncio, 
minha alma segredar 
às tentações mais fortes 
dos desejos do amor

Tantas palavras ditas 
nas juras de nosso olhar 
Quantas recordações, 
de tudo o que merecemos 
na sorte em que vivemos 

Foi bom nos descobrimos 
De bem com a vida, 
nos apaixonarmos 
Sem passado, nem futuro, 
no presente viramos luz

Pensemos em nós, 
quando longe estivermos
Juntemos os nossos planos, 
dividamos os nossos sonhos 
pra desvalermos da solidão

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

domingo, 15 de janeiro de 2017

She-Ra


Parece que foi ontem: Adonias fantasiado de She-Ra, a Princesa do Poder, no carnaval de Sobral. 

(Foto: Totonho Laprovitera)

sábado, 14 de janeiro de 2017

O Ozias


Ao ver a foto do cardápio do Restaurante Ozias Filho, lembrei do seguinte pensamento do saudoso e velho amigo Ozias Teixeira Costa: "O homem é produto de si mesmo." 

(Foto: Pepe M.)

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Aeroporto de Jeri


Realização profissional na arquitetura: TPS Aeroporto Internacional de Jericoacoara, projeto de minha autoria. 

(Foto: Arialdo Mello Pinho)

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Bem pensando...


“Bem pensando, em minha história artística, mais do que um caminho projetado, eu sigo uma vida intensamente vivida.” (Totonho Laprovitera) 

(Foto: Zecaneto)