quarta-feira, 22 de março de 2017

Sobre pressa


“Me perdoe a pressa, / é a alma dos nossos negócios / Oh! Não tem de quê, / eu também só ando a cem...”, na voz de Raimundo Fagner, tocava no rádio a canção “Sinal Fechado”, de Paulinho da Viola. 

Já, José Saramago sentenciou: - “Não tenhamos pressa, mas não percamos tempo.” 

Por fim, contou Toim da Meruoca: - “De tão apressada, a pressa perdeu um ‘esse’ e virou presa!” 

(Foto: Google)

terça-feira, 21 de março de 2017

A cobrança


Após inúmeras tentativas de cobrança ao telefone, pelo atraso do pagamento de seu cartão de crédito, Ricardinho decidiu atender a ligação. A moça falou do valor da dívida contraída e ele se abismou:

- E é tudo isso?!
- Senhor, é sim.
- Pelo amor de Deus...
- Confira no demonstrativo do seu extrato.
- Sei... Mas, eu não tenho como pagar 3 mil reais, não...
- Então, por que o senhor não negocia a dívida?

A partir daí, iniciaram-se as negociações e a senhorita do cartão foi cedendo, cedendo, até chegar ao valor de apenas 500 reais para quitar a dívida. Mesmo assim, ao saber que teria de ir ao banco para efetuar a quitação do débito, o exigente cliente mandou: - “Tudo bem, eu vou. Mas, pelo menos, vocês poderiam me enviar o dinheiro da passagem do ônibus?”

Aí, o telefone emudeceu, deu sinal de desligado, significando o fracasso das negociações entre as partes.

segunda-feira, 20 de março de 2017

Praia de Iracema


Calçadão de Iracema entre remos e rimas 
(Diogo Fontenelle) 

Praia de Iracema, 
quem tange teu poema? 

Ponte dos Ingleses, 
dos noivos corteses... 

Pirata das segundas-feiras, 
das noites violeiras... 

Estoril de festas mil, 
de lembrança azul anil... 

Casa do Mincharia, 
dos boêmios em folia... 

Largo Luiz Assunção, 
dos desejos em lunação... 

Calçadão de Iracema, 
entre brumas e algas, 
és passeio feito poema... 
Que sonho tu cavalgas...

domingo, 19 de março de 2017

sábado, 18 de março de 2017

sexta-feira, 17 de março de 2017

Waris Dirie


Nascida na região de Galkayo, na Somália, Waris Dirie (1965) é uma modelo, escritora e ativista na luta contra a mutilação genital feminina (MGF). 

Contra a MGF, de 1997 a 2003, Waris foi embaixador especial da ONU e, em 2002, fundou sua própria organização, a Fundação Waris Dirie.

(Foto: Google)

quinta-feira, 16 de março de 2017

Pensamento


Na fila do ponto de ônibus, ouvi de um senhor de idade: "As lembranças nos levam ao passado, os sonhos ao futuro."

quarta-feira, 15 de março de 2017

Santa Ceia

Totonho Laprovitera - Santa Ceia - 2011 - AST - 160 x 70 cm.

Conta a extraoficial história cristã que, na noite anterior à Sua crucificação, e após a Sua entrada triunfal em Jerusalém, ao reunir-se com seus apóstolos na Santa Ceia, Jesus Cristo solicitou uma mesa para 26 pessoas. Aí, Judas Iscariotes questionou: - “Mas, nós estamos em 13, Senhor.” 

E Jesus rematou: - “Sim, mas nos abancaremos todos do mesmo lado.”

terça-feira, 14 de março de 2017

A vontade do Arcanjo


Após escapar de um súbito passamento, o amoroso Arcanjo tornou na cama do quarto de um hospital. 

Ainda zonzo, abriu um olho e avistou ao seu lado direito a esposa. Abriu o outro e mirou ao lado esquerdo a amante. Diante das amadas e afeito a um romance, refletiu: - “Vixe Maria!” 

Daí, aferindo a sua pressão sanguínea, a enfermeira de plantão lhe perguntou:

- Senhor Arcanjo, o senhor está sentindo alguma coisa?
- Estou, sim, senhora...
- O que?
- Uma vontade...
- Vontade de que?
- Vontade de morrer...

segunda-feira, 13 de março de 2017

Alergia


Recentemente, a minha irmã Lygia me contou a seguinte história.

Um amigo do papai estava com uma crise alérgica que o deixava com o rosto bastante irritado e corado. Curioso era que essa reação só se dava durante a semana, pois no sábado diminuía e no domingo desaparecia. 

Daí, assuntando sobre o caso, que teimava em perdurar, meu pai sugeriu ao amigo deixar de lado, um pouco, a pasta de couro que ele portava. Pois não é que, feito isso, a alergia desapareceu! Constatou-se, então, que a irritação cutânea era motivada pela sensibilidade química causada pelo contato com o material da pasta. 

Bem, procurando identificar o tal senhor, o meu irmãp Gera disse que era o Zé Parente, irmão do Flávio Parente, grande amigo do nosso pai.

domingo, 12 de março de 2017

Aspirantes


De primeiro, as preliminares dos jogos de futebol no velho PV eram disputadas pelos times de aspirantes de cada clube. Isso era nos anos 1960, quando, de forma pacífica, as torcidas ainda se misturavam pelas arquibancadas, cimento especial e cadeiras cativas do Estádio Presidente Vargas, em Fortaleza. 

Pois é, antigamente, era tão comum os times manterem a mesma formação por quase toda a temporada do campeonato, chega ficava fácil que só da gente decorar as suas escalações. Daí, decidiram realizar os jogos preliminares entre aspirantes (jogadores reservas), para eles terem a oportunidade de jogar, pois naquela época inexistia a Regra 3 do futebol, que permite substituições durante as partidas. 

Era desse jeito, naquela tempo em que eu dava o maior dez merendar um cai-duro, acompanhado de um geladíssimo Grapette. Depois, eu comprava do baleiro Ferrim uns drops para adoçar a boca e uns chicletes para balançar o queixo durante o prélio futebolístico. 

Ah, tinha também picolé, dindim, pipoca, rolete de cana, chegadinha, laranja, castanha caramelizada...

sexta-feira, 10 de março de 2017

Cantinho da música

video

O Cantinho do Frango, do amigo Caio Napoleão, também é o cantinho da música da melhor qualidade!

quinta-feira, 9 de março de 2017

Toinho, de volta à música

video

Excelente profissional da psicologia, Toinho Martins é um músico apaixonado por uma roda de samba e que não perde a oportunidade de mostrar o seu talento no Boteco do Barão, em Fortaleza.  

terça-feira, 7 de março de 2017

Dr. Gaubi

video

Assistindo ao vídeo com Dr. Gaubi e Cezzinha do Acordeon, na homenagem à Dominguinhos em Alagoas, matutei: Por ter praticado o ofício, São Lucas é o padroeiro dos médicos, segundo diz São Paulo aos Colossenses (4,14): “Saúda-vos Lucas, nosso querido médico”. E, além de médico, ele também era músico, pintor e historiador. 

Pois bem, discípulo de São Lucas, Gaubi é médico – “de homens e de almas” – cantor, músico e pinta o sete cometendo histórias de amizade. 

São Lucas, rogai por nós! Gaubi, cantai por nós!

segunda-feira, 6 de março de 2017

Narcélio Grud

Escultura-Sonora - técnica mista - 120 x 140 cm.

"Narcélio Grud nasceu e vive em Fortaleza, Ceará. Apaixonado pela cinética, seus trabalhos têm uma relação explícita com o movimento que, às vezes é resultado de interações com o ambiente, como no caso das instalações eólicas realizadas pelo artista na orla da praia em Fortaleza. Outras vezes, o movimento da obra é resultado da interatividade com o público, como nas recentes esculturas sonoras. 

Narcélio é um artista-inventor que cria objetos animados, trabalhando tanto em grandes projetos para parques e praças, como na escala humana dos instrumentos musicais e bicicletas." 

(Fonte: Galeria Choque Cultural)

domingo, 5 de março de 2017

Sartre e Beauvoir em Fortaleza

Em 1960, na Reitoria da Universidade Federal do Ceará, Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir foram recebidos pelo Reitor Antonio Martins Filho. 

Antonio Martins Filho, Jean-Paul Sartre, Simone de Beauvoir, Milton Dias e Fran Martins. 

(Foto: Acervo do Museu de Arte da UFC)

sábado, 4 de março de 2017

Alma dos animais


Calma a natureza encanta,
em paz o som ilumina e faz
secreta a alma dos animais,
abrigo que a vida encontra

Totonho Laprovitera 

(Foto: Google)

quarta-feira, 1 de março de 2017

Uma lapada


Sucedeu-se na Serra da Meruoca, na bodega do “seu” Gerardo, onde eu estava me distraindo um pouco. Entre sacas de arroz, feijão, açúcar e farinha, abancado em um tamborete ao pé do encerado balcão, na mansidão do lugar eu bilava o movimento e rebolava no mato um tiquinho de conversa fora. 

Aí, da clara rua, adentrou ao denso recinto uma contrita senhora de idade, trajando um tradicional vestido de pano azul claro e bolsos largos, com uma mantilha aos ombros e um Missal envolto com terço às mãos. Seguramente, ia à Missa das cinco. Aproximou-se do balcão – autêntico altar da boemia – e baixinho, quase cochichando, rogou: - “Por obséquio, ´seu´ Gerardo, uma lapada.” 

Com toda a calma do mundo, “seu” Gerardo serviu-lhe a cana até a beira da boca do velho copo americano. Ela ofereceu ao santo, virou a talagada de uma vez só, passou a mão nos beiços, pagou em moedas e, serenamente, carregada de fé, seguiu às suas religiosas obrigações. 

(Foto: Google)

Leonílson na Unifor