quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Velas do Mucuripe

Totonho Laprovitera - Vela da São Pedro em 1942 - 2017 - Infogravura - 40 x 40 cm.

No tempo em que Orson Welles esteve em Fortaleza.

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Ouvindo o silêncio

Totonho Laprovitera - Relevo feminino - 2016 - Infogravura - 29,7 x 42 cm.

OUVINDO O SILÊNCIO
(Totonho Laprovitera)

Eu hoje acordei 
ouvindo o silêncio, 
minha alma segredar 
às tentações mais fortes 
dos desejos do amor

Tantas palavras ditas 
nas juras de nosso olhar 
Quantas recordações, 
de tudo o que merecemos 
na sorte em que vivemos 

Foi bom nos descobrimos 
De bem com a vida, 
nos apaixonarmos 
Sem passado, nem futuro, 
no presente viramos luz

Pensemos em nós, 
quando longe estivermos
Juntemos os nossos planos, 
dividamos os nossos sonhos 
pra desvalermos da solidão

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

domingo, 15 de janeiro de 2017

She-Ra


Parece que foi ontem: Adonias fantasiado de She-Ra, a Princesa do Poder, no carnaval de Sobral. 

(Foto: Totonho Laprovitera)

sábado, 14 de janeiro de 2017

O Ozias


Ao ver a foto do cardápio do Restaurante Ozias Filho, lembrei do seguinte pensamento do saudoso e velho amigo Ozias Teixeira Costa: "O homem é produto de si mesmo." 

(Foto: Pepe M.)

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Aeroporto de Jeri


Realização profissional na arquitetura: TPS Aeroporto Internacional de Jericoacoara, projeto de minha autoria. 

(Foto: Arialdo Mello Pinho)

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Bem pensando...


“Bem pensando, em minha história artística, mais do que um caminho projetado, eu sigo uma vida intensamente vivida.” (Totonho Laprovitera) 

(Foto: Zecaneto)

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Exemplo a ser seguido

“Não suje o Texas. Multa de até US$ 2.000 por lixo.” 

Essa imagem de cena do filme “O Seu Jeito de Andar” (Barefoot) nos mostra um bom exemplo a ser seguido.

domingo, 8 de janeiro de 2017

A poesia como invenção da vida


“Quer dizer que eu me contradigo? 
Pois bem, então me contradigo. 
Eu sou vasto, 
Eu abrigo multidões.” 

Vou nem mentir, eu me identifiquei foi muito com essa poesia, de Walt Whitman, que o Delberg Ponce de Leon me enviou.

O norte-americano Walt Whitman (1819-1892) foi um poeta, ensaísta e jornalista, tido por muitos como o “pai do verso livre”. 

(Imagem: Google)

sábado, 7 de janeiro de 2017

Na parede

Na parede, Stênio Burgos, Barrica, Totonho Laprovitera e Aldemir Martins.

Recebi essa foto como um precioso presente de final de ano. Afinal de contas, dividir uma parede com colegas artistas que tanto admiro, deixa-me honrado e muito feliz!

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Ricardo Ferraz e Milhouse


Há quem ache o apresentador Ricardo Ferraz, do “Jornal da Cultura”, a cara do personagem d’Os Simpsons, Milhouse Van Houten.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Dinossauros


Segundo estudiosos, a 7a. fase da vida de um dinossauro era a do acasalamento. Nela, o macho caçava a fêmea que o atraía e, quando se encontravam, ele a cortejava um pouco e depois partia para os finalmentes. Aí, a fêmea se abaixava, arribava a cauda, e o macho se enfiava nos prazeres que ela lhe oferecia. 

Sobre o assunto, glosa o polêmico professor Carlinhos Analfabético: “Há quem diga que o desaparecimento dos dinossauros do planeta deve-se à sovinagem de suas fêmeas, ajuntada à infértil prática dos machos, que só queriam saber de comer uns aos outros. Quer dizer, cientificamente, como já ouvi falar, passaram a usar o aparelho digestivo como sexual.”

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

domingo, 1 de janeiro de 2017

sábado, 31 de dezembro de 2016

Erandy e Mozart


Em 1969, o Fortaleza montou uma das maiores duplas de ataque de sua história - Erandy e Mozart - e foi campeão cearense. 

(Foto: Acervo Erandy Pereira Montenegro)

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

A língua de Einstein


A famosa foto de Einstein dando língua foi tirada em 1951, na comemoração dos seus 72 anos.

A despeito da fama, Einstein era discreto que só, e, apesar de ter se tornado popular, não dava muito cabimento à imprensa, não.

Sobre a foto que ele aparece com a língua de fora, aconteceu desse jeito: Sentindo a maior gastura por causa da imprensa no pé dele, quando pediram que ele se abrisse, Einstein viu que ia ser fotografado e, peibufe, deu foi língua. O fotógrafo, que de besta não tinha nada, coisíssima nenhuma, aproveitou a chance e entrou para a história. 

(Foto: Google)

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Continência


Na Idade Média, ao se apresentarem antes de uma batalha diante do seu soberano, os cavaleiros, vestidos de armaduras, eram obrigados a usar a ponta dos dedos da mão direita para levantar a viseira do elmo. 

Assim surgiu o gesto da continência.