terça-feira, 1 de julho de 2014

Na Bica das Andréas


Convidado por um velho amigo, para ir tomar um bom banho na Bica das Andréas, em Pacatuba, Lucivando só aceitou porque no passeio estavam arroladas duas moças, uma loira e outra morena.

Pois bem, antes de chegarem ao balneário, os quatro passearam pelo Mirante, pela Pedra Preta, Lago do Boaçu, Gruta do Pimpim, Pico do Bicudo, Cachoeira do Paraíso – escondidos, porque é propriedade privada –, Pico de Letreiro, Pedreira, Açude do Piripau, Estação Ferroviária e até pela Igreja Matriz, de Nossa Senhora da Conceição.

Findo o giro, à cada lapada de cana, tirando o gosto ao frescor de uma geladas cervejas e salgadas cajaranas, tacaram o pau a falar sobre o bom da vida. Conversa vai, conversa vem, os amigos ficaram de calção, a loira de um florido biquíni cheio de babado, porém, a morena continuou de calça jeans toda enfeitada e um colan bem justo, sem mangas.

Estranhando o traje da formosa morena, Lucivando começou a levar um papo com ela:

- Vem cá, tesouro, você tem vergonha de ficar de maiô ou biquíni?
- Não, senhor, não tenho... É que fui convidada de última hora e não trouxe roupa de banho...
- O Senhor está no Céu e, não seja por isso, fique bem à vontade...
- De jeito nenhum! Sou encabulada...
- Sei... Então faça o seguinte...
- Diga.
- Eu visto de novo a minha bermuda, você veste meu calção...
- Pronto, dei valor! Assim dá certo, mas, agora... E o busto?
- Bem, eu tenho uma camiseta de malha, no carro, serve?
- Serve, sim... Olha, desculpa, é que eu sou envergonhada pra dedéu...
- Dá pra notar que é, sim...
- Eu quase não saio nem de casa... Sou muito presa, sabe?

Daí, devidamente trajados, todos foram ao banho daquele formidável conjunto de cascatas e piscinas naturais, onde suas fontes situam-se lá no alto da Serra da Aratanha.

Com o corpo colado na roupa molhada, a morena fazia faiscar os olhos do sedento Lucivando que, abraçando-a, rogou-lhe:

- Meu amor, tira a blusa, tira...
- Não, já disse, eu sou tímida...

E, ao tatear suas costas, surpreso, perguntou:

- Amor, o que é isso cavado nas suas costas?
- Ah, é uma cicatriz...
- Você foi operada de que?
- Não, bobinho, não foi operação...
- Não?! E o que foi?
- Foi uma furada de faca numa briga lá no Alto do Bode...

Pra terminar a história, dizem que, talvez pela desilusão com a ingenuidade da donzela ou pela ingestão exagerada de bebida de elevado teor alcóolico, Lucivando foi acometido de disfunção erétil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário