quinta-feira, 31 de maio de 2012

O velho caneco



Caneco de ágata.


O caneco é um recipiente semelhante a um copo, porém, com uma alça denominada "asa". Maior que uma xícara, não necessita de pires, é resistente e destinado para a armazenar líquidos em temperaturas elevadas, como café, chá e chocolate quente. Também pode usado para bebidas frias como vinhos, cerveja, cachaça e outras.

Geralmente, os canecos são feitos de porcelana, pyrex, plástico, ágata, alumínio e cerâmica.

Agora, caso você queira presentear alguém com o caneco, preste atenção, aqui no Ceará, "dar o caneco" possui um outro significado.

(Foto: Google)

A improvisada feijoada do Zé Caroba


Viajando em pesquisa pelo sertão brabo do Ceará, ao chegar na desprovida birosca do Zé Caroba, costumeiramente procurado por quem é adepto de PFs, ou seja, os velhos pratos-feitos, um faminto professor universitário resolveu que queria porque queria comer uma feijoada. Como não constava do seu cardápio, Zé improvisou o prato com o que dispunha e atendeu ao pedido do novo cliente.

Deliciando-se com a feijoada servida, o docente se viu diante de uma curiosidade e comentou:

- Ué, que estranho... - Espetando com o garfo.
- O que é que é estranho, cidadão?  - Indagou Zé Caroba.
- O nariz do porco da feijoada só tem um orifício?
- Isso né nariz de porco, não, cidadão.
- Interessante... E o que é, senhor?
- É a chapoleta do Breguedé, meu jumentim que morreu atropelado na rodage, tresantonte!

O candidato Pit-Bitoca


O humorista Heitor Martins Sugimoto, o Pit-Bitoca, já assumiu uma cadeira na Câmara Municipal de Taubaté, em São Paulo, como suplente, em 2011. Neste 2012, no PTN, tentará um mandato integral.

(Foto: Uol)

Modernidade à beira da estrada

Organização é o que não falta nos banheiros de um restaurante situado à beira da BR-116.


Agora, curiosa é a placa na parede do salão do estabelecimento advertindo: "A prática de ato obsceno em lugar público é passível de pena de detenção de 3 meses a 1 ano. Agradece, a Gerência."

(Foto: Google)

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Largando a política?


Indagado se estaria largando a política, Seu Zé Luís, cabo eleitoral de uma cidade próxima à Fortaleza, negou. Entretanto, tudo indica que sim, senão, vejamos a foto abaixo.


(Foto: Google)

O impossível

Mário Sérgio Cortello.

Taí, que eu dei o maior valor à seguinte frase motivacional que o filósofo Mário Sérgio Cortello pronunciou em recente palestra:  "O impossível não é um fato, é uma opinião".

(Foto: Luiz Filipe Barcelos / UnB Agência)

É proibido

Aconteceu no Bom Jardim. Cansado das denúncias dos clientes do seu familiar restaurante, na hora do almoço, o educado Chico Chibata perdeu a paciência e caligrafou a seguinte advertência no banheiro:


(Foto: Google)

Mais lazer na Praia de Iracema

O colega arquiteto Delberg Ponce de Leon nos envia a foto abaixo, mostrando a nova praia que surgiu entre as pontes Metálica e a dos Ingleses, após aterro construído pela Prefeitura de Fortaleza.


(Foto: Delberg Ponce de Leon)

terça-feira, 29 de maio de 2012

Blog do Laprovitera: 200 mil visualizações!


Pois é, em menos de um ano de existência, chegamos a 200 mil visualizações e com a alegria que a vida requer! Afinal de contas, humor pra gente é coisa séria! 

Viva nós!

Bobeira



Não é querendo entrar no mérito da questão, mas é básico, para quem viaja ao exterior, no mínimo, ter em mão o comprovante de hospedagem e, se for o caso, o do motivo da sua estada.

Quanto ao recente caso do artista espanhol, barrado em Fortaleza pela Policia Federal, faltou a quem o convidou enviar ou avisá-lo, pelo menos, da necessidade de tais documentos.

Facebook cearense

Se o Facebook tivesse sido inventado por um cearense.


(Foto: FB)

Planejamento familiar

Diz o Ministério da Saúde que "o planejamento familiar é um direito assegurado na Constituição Federal. Consiste num conjunto de ações que auxiliam o casal que deseja ter filhos ou ainda, na prevenção da gravidez". 

Falando nisso, o Chiquinho Aragão nos manda a foto abaixo, onde uma placa do Sesi orienta o caminho do planejamento familiar.


(Foto: Acervo Chiquinho Aragão)

Mulheres vegetais

Depois da Mulher Melancia, Melão, Maçã, Banana, Graviola, Pera, Uva e Salada Mista, eis a Mulher Alho.


(Foto: Google)

Momento econômico

Professor Rossetti.

Como diz José Paschoal Rossetti, economista, professor, autor de livros técnicos na área econômica, consultor e empresário, "o câmbio só é bom quando ninguém gosta dele".

(Foto: Google)

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Madre Tereza de Calcutá

Madre Tereza de Calcutá.

Agnes Gonxha Bojaxhiu Skopje (1910-1997), conhecida mundialmente como Madre Teresa de Calcutá, foi uma missionária católica albanesa, nascida na República da Macedônia, naturalizada indiana e beatificada pela Igreja Católica em 2003.            

Pois bem, a história a seguir eu ouvi do filósofo Mário Sérgio Cortella, numa recente palestra proferida na Escola de Marketing Industrial, em São Paulo.

Fundadora da Ordem das Missionárias da Caridade, que oferece assistência à pobres, cegos, leprosos, aleijados e moribundos, o trabalho de Madre Tereza, apesar dos muitos desafios enfrentados, expandiu-se além de Calcutá.

Certa vez, um argentário banqueiro foi visitar a casa onde Madre Tereza cuidava dos enfermos e ficou observando a dedicação, o cuidado e o carinho dela para com todos. Depois de algum tempo, ele aproximou-se de Madre Tereza, que fazia um curativo em um homem muito doente, e disse:

- Irmã, eu não faria isso por dinheiro nenhum do mundo!

Ela olhou para ele, sorriu em silêncio, e falou baixinho:

- Nem eu, meu filho.

Em 1979 Madre Tereza, que nos deu um dos mais belos exemplos de bondade e de amor ao próximo, recebeu o Prêmio Nobel da Paz.

Eliseu Batista

Hoje, 28 de maio, é o Centenário de Seu Eliseu.

Eliseu Batista Rolim (1912-2001) foi um industrial cearense, pioneiro em seus empreendimentos que ajudaram a desenvolver o município de Orós, no Ceará.

Proprietário das indústrias Eliba, que atuava no beneficiamento de algodão, fabricação de óleo vegetal, margarina e sabão, era uma referência no Nordeste.

Como eu gostava de conversar e aprender com Seu Eliseu. Simples que só, ele tinha uma bela visão à respeito da vida. Quando leio que humildade vem de húmus e significa em latim "filhos da terra", lembro da liderança exercida por Seu Eliseu em Orós, onde estabelecia respeito sem se mostrar superior às pessoas.

Era bom ser amigo do Seu Eliseu.

(Foto: Arquivo Rose Batista)

O grito

O Grito, de Edvard Munch, 1893.

Havemos o que todo lugar do mundo gostaria de ter: artistas de excelência, ambiência da melhor qualidade e histórico artístico de memorável relevância. E, mesmo com tudo isso, ainda derrapamos nas curvas das decisões e nos perdemos na falta de saber da nossa valorização artística. Isso, sem falar no colapso da nossa memória!

(Foto: Google)

Na munheca

Nem tudo parece o que é. 


A tatuagem é de um momento marcante: o bebê segurando o dedo da mãe.

(Foto: Google)

domingo, 27 de maio de 2012

Chico

Ontem eu fui ao show do Chico Buarque e dei o maior valor. 

video

A arte de Chico é pura literatura musical! 

(Video: Totonho Laprovitera)

Política do Aracati

O Antero Pereira Filho nos envia mais uma história da política do Aracati.


"Numa dessas manhãs apareceu no Chicão Lanches, o ponto da fofoca da cidade, um entendido em politica dizendo que em toda eleição havia três tipos de candidatos: o vocacionado, o ambicioso e o mal intencionado. E, como a eleição desse ano ia cair justamente no dia 7 de outubro, dia de Nossa Senhora do Rosário, padroeira do Aracati, bem que ela poderia nos dar uma ajudazinha, iluminando a cabeça e a consciência dos nossos eleitores, fazendo eleger um candidato vocacionado e nos livrando dos ambiciosos e dos mal intencionados.... 

Um baixinho cabuloso que estava ao lado, com cara de enfezado, espumando maionese pelos cantos da boca, arrematou em cima da bucha: 'Acho que nesse caso só uma ajudazinha de Nossa Senhora não vai resolver, não. É melhor reforçar o pedido fazendo o cerco de Jericó'..."

(Foto: Google)

Casórios


Como diz a jovem Greycen Keryn, do Bairro Autran Nunes, "querendo, podendo ou não, tudo é uma questão de gosto".

Pescado do FB.

Pai Chico


Está anunciado nos jornais da cidade os serviços de Pai Chico, famoso por resolver problemas dificeis e casos perdidos no Brasil e no exterior.

Preocupação

No deck da Fazenda Marrecas, Tonico Aragão posa sob o seu controverso lema de vida.

Como diz o docente Agapito Gaioso, da localidade Marrecas, em Sobral, "preocupação é, num certo sentido, um anseio do que pode dar errado e como lidar com isso. Há na preocupação, pelo menos para o cérebro límbico primitivo, algo de mágico. Como um amuleto que afasta um mal previsto, a preocupação ganha psicologicamente o crédito de precaver o perigo com o que se está obcecado." 

A preocupação não adianta nada. Como diz a Bíblia, em Salmos 37:8, “Deixa a ira, e abandona o furor; não te enfades, pois isso só leva à prática do mal.” 

Pois é, não há necessidade de preocupar-se, pois tudo está sob o controle de Deus. Em Mateus 6:31-33, está escrito: “Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? ou: Que havemos de beber? ou: Com que nos havemos de vestir? (Pois a todas estas coisas os gentios procuram.) Porque vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isso. Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” 

Preocupar-se, então, é uma perda de tempo. A Bíblia diz em Lucas 12:25-26: “Ora, qual de vós, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado à sua estatura? Porquanto, se não podeis fazer nem as coisas mínimas, por que estais ansiosos pelas outras?” 

Portanto, entregue todas as suas preocupações ao Senhor. Como a Bíblia diz, em 1 Pedro 5:7: “Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.” 

(Foto: Acervo Tonico Aragão)

Martins Monteiro e Marciano

Martins Monteiro e Marciano, final da década de 1970. 

Nos anos 1970, Martins Monteiro foi um abnegado técnico de futebol das categorias de base do América Football Club, em Fortaleza. 

Por sua vez, o interplanetário Marciano foi um grande artilheiro do futebol cearense, tendo vestido as camisas do Fortaleza Esporte Clube e Ceará Sporting Club, de onde saiu para jogar no Clube de Regatas Flamengo, no Rio de Janeiro.

(Foto: Arquivo Elcias Ferreira)

Ícones urbanos: Londres, Nova Iorque, Paris e Tauá

Os ícones urbanos são elementos que associam as paisagens das urbes na forma de características que as tornam singulares e especiais na capacidade de processos articuladores de fluxos socioeconômicos em que a simbologia se faz acentuada na cultura visual.

Ícones de Londres, Nova Iorque, Paris e Tauá.

Para quem não estudou geografia direito, Tauá é um município brasileiro do Estado do Ceará, no Sertão dos Inhamuns.

Distando 337 km de Fortaleza, limita-se ao norte com Independência e Pedra Branca; ao leste com Mombaça; ao sul com Arneiroz e Parambu; e ao oeste com Parambu e Quiterianópolis. 

Em suas características geográficas, possui área 4 018,188 km², população de 55 755 habitantes, densidade de 13,88 hab/km², altitude 402 m e clima semi-árido.

Seus indicadores são: IDH 0,665 médio (PNUD/2000); PIB R$ 233 893,639 mil (IBGE/2008); e PIB per capita R$ 4 161,66 IBGE/2008.

(Foto: FB)

Língua espanhola


Notícias nos chegam dando conta de que a professora espanhola Alicia Catalina, está vindo à Fortaleza para lecionar castelhano.

Alicia Catalina, especialista em língua romântica do grupo ibero-românico.

Em breve, divulgaremos os detalhes para quem se interessar em estudar a língua românica do grupo ibero-românico que evoluiu partir de vários dialetos do latim falado no centro-norte da Península Ibérica em cerca do século IX e gradualmente espalhou-se com a expansão do Reino de Castela (presente no norte da Espanha) para o centro e sul da Península Ibérica durante a Idade Média.

(Foto: Divulgação)

Collor & PC Farias

Impeachment de Collor completa 20 anos, e morte de seu ex-tesoureiro, PC Farias, continua à espera de julgamento.

Os finados Paulo César Farias e Suzana Marcolino, mortos no dia 23 de junho de 1996

Pois é, quase 16 anos após o assassinato, os quatro acusados de executar o crime sequer foram a julgamento.

(Foto: Uol)

sábado, 26 de maio de 2012

Carol Militão no Ironman Brasil 2012

Carol Militão.

Em sua 12ª edição em Florianópolis, Santa Catarina, a prova Ironman Brasil 2012, marcada para amanhã, dia 27, reunirá mais de dois mil competidores, de 35 países, enfrentando o desafio de 3,8 km de natação, 180,2 km de ciclismo e 42,2 km de corrida, com tempo limite de 17h. 

A largada será às 7h, em Jurerê Internacional, local também da chegada e quando serão conhecidos os atletas de ferro de 2012.

Vamos torcer pela atleta cearense Carol Militão, que vai participar com o No. 635.

(Foto: Google)

Raymundo Netto

Raymundo Netto.

Seguramente, a justa outorga da Medalha Boticário Ferreira ao talentoso escritor, designer, quadrinhista e produtor cultural Raymundo Netto, representa um tributo de reconhecimento à excelência da produção cultural contemporânea cearense. 


Na ocasião, será lançado o livro Os Acangapebas, de autoria do homenageado, ganhador do Edital de Literatura da Secretaria da Cultura de Fortaleza, em 2007, e do Prêmio Osmundo Pontes de Literatura da Academia Cearense de Letras, em 2011.

O acontecimento se dará na quarta-feira próxima, 30/05/2012, às 19h30 h, no Plenário da Câmara Municipal de Fortaleza.

Sobre a Medalha Boticário Ferreira: A Medalha Boticário Ferreira, maior comenda da casa, foi instituída em 1981 pela Câmara Municipal de Fortaleza para premiar o mérito cívico do cidadão que, em Fortaleza, se distingue pela notoriedade do seu saber, relevantes serviços à coletividade, dedicado à causa do município e exemplos de dedicação ao serviço público da cidade. O nome da comenda homenageia Antônio Rodrigues Ferreira, o Boticário Ferreira, político que se destacou como bom administrador quando exerceu o cargo de prefeito de Fortaleza (1843-1859).

(Fotos: Divulgação)

Zeca Pisca, Primeiro e Único

Batida pelo João Bosco Maia Martins, Kaká Luna nos envia esta foto do Dário, o famoso Zeca Pisca, ex-Rei Momo do Carnaval de Limoeiro do Norte, Ceará.

Zeca Pisca, Primeiro e Único.

Há cerca de uns sete anos, mais ou menos, por ter se submetido  uma cirurgia de redução de estômago, o boa gente Zeca Pisca foi destituído do cargo momino. Entretanto, conta o Bosco, ele já recuperou o peso perdido e é, novamente, um forte candidato ao trono do carnaval limoeirense, no próximo ano.

(Foto: João Bosco Maia Martins)

Pai e Mãe

Recebi e repasso.


Ronda Intemporal de Fortaleza, de Luciano Maia

"Totonho, segue a Ronda Intemporal.
O autor, aqui, terá sido um seresteiro dos anos 1910...
Como você pode ver, antes as ruas ostentavam nomes de paisagens, acidentes geográficos, flores, até as horas do dia, enfim...
Tudo mudou. Mas o Recife continua com a suas ruas como antigamente: Rua da Hora, Rua da Aurora, Rua da Boa Vista e muitas outras.
Grande abraço
Luciano Maia"



Ronda Intemporal de Fortaleza
(Luciano Maia) 

Que nem a palma da mão 
conheço a minha cidade 
da Rua da Soledade 
até a São Sebastião. 
Singlehurst, nome tão 
estranho à nossa linguagem 
é rua de vadiagem 
de encrencas e de discórdia; 
Rua da Misericórdia 
outra diversa paisagem. 

Esta nos reconta a história 
de vibrarmos de emoção 
desde a Confederação 
daqueles tempos de glória. 
Tem a doída memória 
dos heróis ali tombados 
cruelmente fuzilados 
junto à ladeira do forte. 
Esta rua é um recorte 
daqueles tempos passados. 

Desci à Rua da Praia 
subi a duna de areia 
que o vento do mar penteia 
sob um luar de cambraia. 
Conversei com o Mestre Maia 
o fazedor de navios; 
seus olhos são como os rios 
só desejam ir ao mar. 
Muita história que contar 
tem esse nauta escocês 
que aqui aportou de vez 
pra do mundo descansar. 

 Subi a Rua Formosa 
até em frente à varanda 
daquela que finge e anda 
a dirigir-me uma prosa. 
Já sei que seu nome é Rosa 
pois ouvi no Cajueiro 
cumprimentá-la, ligeiro 
a mulata Beatriz 
da Rua do Chafariz 
filha de Antero Ribeiro. 

Cantei-lhe duas canções 
inventadas por Catulo 
e inda achei de dar um pulo 
no Mercado dos Pinhões. 
Ali fazem-se os serões 
a partir da esquina nova. 
Para mim, é uma prova 
de amor à minha cidade 
cantar com quem tem vontade 
vontade que se renova. 

Inda fomos ao Garrote 
tomamos banho de mar 
cantou-se a não mais parar 
o amor foi sempre o mote. 
Ela e eu fomos de bote 
ao Pajeú, na outra margem. 
Naquela mansa barragem 
nos banhamos de poesia 
e até quase o vir do dia 
foi bela a nossa viagem. 

Já namorei em sigilo 
o que é um privilégio 
lá na Rua do Colégio 
e lá na Praça do Asilo. 
Uma, filha do Murilo 
é donzela e casadoura 
a outra uma sedutora 
mulata, mora defronte 
ao fim da Rua da Ponte 
e é muito namoradora. 

Dia de céu nevoento 
na Rua do Seminário 
planejei o itinerário 
após o entretenimento: 
da Rua do Livramento 
vou à Rua do Paiol 
depois à Rua do Sol 
chupar uns cajus vermelhos. 
Sigo à Rua dos Coelhos 
sem precisar guarda-sol. 

Entrei na Rua do Fogo 
era o começo da noite 
o vento dava de açoite 
já o sol em desafogo. 
Era um domingo de jogo 
no salão do Pascoal 
na Rua Municipal 
me aguardava a dona Teia 
que na Rua da Assembleia 
tem seu café que é o tal. 

Na bela Rua das Flores 
me avistei com a normalista 
que resida à Boa Vista 
por quem suspiro de amores. 
À noite, em meio aos cantores 
da Rua do Patrocínio 
canto também, tomo vinho 
e volto à Rua da Palma 
onde sacio a minh’alma 
se ali a encontro a caminho. 

Numa tarde de neblina 
um domingo de aquarelas 
passei da Rua das Belas 
à Praça da Carolina. 
Insistia a chuva fina 
já se ia findando o dia 
e na Rua da Alegria 
como um rio em corredeira 
demandando a Pitombeira 
vão-se as águas da coxia. 

Junto à Rua do Quartel 
não fui preso por um triz. 
Corro à Ruja da Matriz 
ver o circo e o carrossel. 
Escapei do coronel 
e fugi para cantar. 
Então entrei a pontear 
o violão nas horas mortas 
dormi na Rua das Hortas 
em casa da Lucimar. 

Outro dia (terça-feira) 
não tendo nada a fazer 
decidi ir percorrer 
os subúrbios de poeira. 
Numa rua prazenteira 
deparei com um janota. 
Tinha um jeitão idiota 
de nouveau riche, o ricaço 
dono do maior espaço 
que há na Rua da Aldeota. 

Perambulei como pude 
senti da brisa o afago 
subi a Rua do Lago 
desci a Rua do Açude. 
Que esta ronda me ajude 
a cumprir todo o roteiro: 
da Travessa do Outeiro 
até a Rua da Trindade 
já correu meia cidade 
a fama do seresteiro. 

Saí da Rua do Norte 
e atravessei o riacho: 
Rua do Córrego – eu me acho 
menestrel de muita sorte. 
Cantador tem que ser forte 
cantar prazeres e dores. 
Na Rua dos Mercadores 
digo a canção mais sentida 
em louvação da querida 
cidade dos meus amores.